Estou lendo:O MUNDO EXPLICADO POR T.S. SPIVET - Reif Larsen


10 / 223 words. 4% done!

domingo, 19 de setembro de 2010

Deuses Americanos - Neil Gaiman

“(...) Acho que conheci algumas pessoas, mas não tenho mais certeza de nada. É igual a um daqueles sonhos que provoca transformações. Você guarda um pouco do sonho pra sempre, e sabe algumas coisas lá no fundo da alma, porque aconteceram, mas, quando vai procurar os detalhes, eles fogem da mente.”

Minha Opinião: Louco, completamente louco! Bizarro, estranho, violento, sem pudor, sem certezas, sem direção. Esse livro me deixou confusa, me deixou boquiaberta, me deixou com raiva, sem orientação... Mas sabe que eu até que gostei desse livro? Por incrível que pareça – incrível mesmo – eu gostei. Os nomes dos personagens são tão comumente interessantes: Shadow, Senhor World, senhor Town, Wednesday... E por ai vai! Eu estava lendo o livro e comecei a me sentir inquieta – será que eu iria desistir de ler? Talvez – mas ai eu disse para mim mesma “Se entrega” e foi isso que eu fiz, deixei ir... E foi...rs... Me perdi nas palavras e muitas vezes balançava a cabeça sem acreditar no que estava lendo, mas poxa, eu gostei. Sem me alongar muito, devo confessar que prefiro o livro “Os filhos de Anansi” do mesmo autor, acho que eu me diverti muito mais. Porém com esse livro eu tive uma experiência, no mínimo surreal. Por isso esse livro valeu a pena ser lido.

“Nada disso pode estar acontecendo de verdade. Se você se sentir mais confortá¬vel assim, poderia pensar no acontecimento simplesmente como uma metáfora. Religiões são, por definição, metáforas, apesar de tudo: Deus é um sonho, uma esperança, uma mulher, um escritor irônico, um pai, uma cidade, uma casa com muitos quartos, um relojoeiro que deixou seu cronômetro premiado no deserto, alguém que ama você - talvez até, contra todas as evidências, um ente celestial cujo único interesse é assegurar-se de que o seu time de futebol, o seu exército, o seu negócio ou o seu casamento floresça, prospere e triunfe sobre qualquer oposição.”

Resumo: Depois de passar três anos na prisão, tudo o que Shadow queria era voltar para os braços de sua mulher e ficar para o resto da vida longe de confusão. Mas, poucos dias antes da data marcada para sua soltura, descobre que sua mulher tinha morrido em um acidente. Seu mundo se torna um lugar mais frio...No avião em que volta para casa, Shadow conhece um senhor grisalho, chamado Wednesday, que lhe oferece um trabalho. E Shadow, um homem sem nada a perder aceita. Mas trabalhar para o enigmático Wednesday tem seu preço, e Shadow logo descobre que seu papel nas armações dele será muito mais perigoso do que poderia imaginar...Tão perturbador quanto divertido, 'Deuses Americanos' é uma viagem caleidoscópica e sombria que vai fundo nos mitos e cruza o mundo atual de maneira, ao mesmo tempo, misteriosamente familiar e completamente estranha.

6 comentários:

Luana Farias disse...

Nossa parece tri bom esse livro, porque ficou assim ele é muito violento?

www.partesdeumdiario.blogspot.com

bjs

MARCINHOW disse...

Pelo que eu pude ver pela sua resenha, o livro e diferente, ousado e ao mesmo tempo que é bom é ruim! Gostei quero ler!

jefhcardoso disse...

Olá, Paula! Venha ler em meu blog o que eu criei nas asas da poesia e com os pés na razão. Atualmente estou com o texto “O Quinto Sinal Vital”. Considerando que sua pressão, o seu pulso, a sua respiração e sua temperatura são os quatro sinais vitais, você sabe qual é o seu quinto sinal vital? Confira. [sorrio].

“Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar” (Jefhcardoso)

http://jefhcardoso.blogspot.com

Paulatictic disse...

Oi Luana,
Rs... não acho que é violento em si, mas é um pouco incomum e com cenas um tanto que bizarras, acho que é violento no sentido de deixar sem ação, nos violenta com a forma que é escrito...Mas é um bom livro.

Oie Marcinhow,
Aiaiai, que engraçado né? Vc curte um livros diferentes? Então vai gostar desse mesmo!

Olá Jefh,
Vou dar uma olhada,
beijos

gabriella RK disse...

te compreendo ,qnd o livro é louco e alguem fala mal a gente defende pq gostamos de algum jeito dele mesmo sendo louco e sem nexo!!

Paulatictic disse...

Oi Gabriella,
Pois é, é verdade! E eu gostei mesmo desse livro, mesmo ele sendo meio loukinho...rs...
beijos

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails