Estou lendo:O MUNDO EXPLICADO POR T.S. SPIVET - Reif Larsen


10 / 223 words. 4% done!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Gênesis - Bernard Beckett


Minha opinião: Quem diria hein? O livro foi melhor do que eu imaginava, na verdade... Eu não imaginava muita coisa, por que eu comprei esse livro por causa do nome “Gênesis” e da frase na capa “O que realmente significa ser humano?” e essa frase me deixou pensando e me deu vontade de ler.  E depois que comprei e li a contracapa, também não tive muita informação, por que a sinopse é tão básica e não conta quase nada da estória.

Então resolvi me entregar na narrativa e aí que veio a primeira surpresa – adoro surpresas na narrativa – vocês acreditam que a estória é contada a partir de uma entrevista? Não entenderam? Mas é isso mesmo, é uma história dentro de outra. Isso em primeiro momento me pareceu estranho e fiquei com a sobrancelha arqueada na duvida sobre como as coisas iriam caminhar, mas aí continuei a ler e fiquei impressionada de como a estória me prendeu a atenção.

Mas vou explicar, o livro fala sobre Anax, uma jovem historiadora que está tentando entrar para a Academia que é muito reconhecida onde mora, mas para isso ela precisa primeiro passar por uma banca examinadora e falar e enfrentar perguntas sobre o seu tema escolhido, que é sobre Adam, um soldado que muda a história do mundo conhecido por todos no dia em que decide salvar uma garota. Mundo esse separado do mundo exterior, regido por uma republica que não permite nenhum contato com o externo, ou seja, eles vivem em total isolamento. Isso ocorre depois de uma grande guerra no mundo e uma peste devasta tudo.

O livro é dividido a partir das horas de Anax na banca examinadora, e a partir dela que entendemos a história do seu mundo e de como Adam mudou tudo. E eu juro que fiquei apreensiva e me surpreendi muitas vezes com o rumo que estória estava levando, a cada capitulo, eu tinha uma nova surpresa, e sinceramente, isso é ótimo! E o final? Preparem-se...
Gostei muito desse livro, vale a pena viu!

Resumo: Na ocasião em que a Terra foi arrasada pela Peste, os sobreviventes reuniram-se em uma nova sociedade. Separados do mundo exterior por uma cerca em pleno oceano, vivem em absoluto isolamento – aviões que se aproximam são abatidos; refugiados, executados. Até que um soldado escolhe romper com as regras e, em vez de disparar, resgata das águas uma menina. Seu nome é Adam Forde. Ele muda para sempre o curso da História.


Anaximandra, uma jovem de 14 anos, estudou a fundo esses dados históricos. Numa sala com pouca luz ela 
está sentada diante de três Examinadores para uma exaustiva prova de quatro horas. Adam Forde, seu herói, morto há bastante tempo, é o tema do exame. Se aprovada, ela será admitida na Academia – a instituição de elite que governa aquela sociedade utópica. Anax, porém, está prestes a descobrir que nem tudo consta dos registros acadêmicos. Há fatos, imagens, arquivos a que nem todos têm acesso. Antes que a avaliação termine, virão à tona o obscuro segredo da Academia e a realidade assustadora daquele admirável mundo novo.

Inquietante e de uma ingenuidade encantadora, Gênesis conduz a um futuro em que antigas – e eternas – questões filosóficas se chocam com o avanço tecnológico – quando o significado de ser humano, ter consciência e ter alma tornam-se questões centrais.

Booklist
 “Tem um desfecho absolutamente atordoante, digno dos clássicos de ficção científica.”

Publishers Weekly
 “O cuidado com a narrativa e o final surpreendente imprimem uma bem-vinda novidade ao argumento já familiar.”

The Guardian
 “Um romance jovem bem diferente: acertado, cool...”

domingo, 1 de julho de 2012

Amor fora de hora - Katarina Mazetti


Minha opinião: Eu gostei muito da capa desse livro e foi exatamente por isso que o comprei, mas sinceramente, a capa não tem lá muito haver com a estória do livro. Oras, na capa tem uma mulher de saia curta e um sapato bonito e colorido, mas a Desirée, a personagem principal do livro sempre usa bege ou roupas de moletom, portanto, significa que a capa mentiu. Não gosto muito disso. Mas tudo bem. É só uma capa né? – mesmo assim, me sinto completamente traída – Pelo menos vou pensar que é só uma capa.

Mas “Amor fora de hora” conta sobre um encontro entre a Desirée – uma mulher que acabou de se tornar viúva – e Benny um homem que perdeu a mãe, ambos acabam se encontrando em um lugar não muito comum, ou seja, eles se conhecem no cemitério. Tá certo, ultimamente com esses livros de sobrenatural, o cemitério até que se tornou um lugar movimentado para encontros, mas nos romances convencionais, isso lá não acontece muito né?

Sobre esse encontro vou reproduzir um trecho do livro que gostei bastante:

“De uma só vez, duas coisas se tornaram claras.
Ela não esperava nenhum outro presente.
E eu me apaixonei por ela.
Não foi um clique. Foi mais como aquela vez em que, sem querer, esbarrei na cerca elétrica.”(p. 40)

Bem, mas as coisas não ficam assim tão simples, isso por que Desirée é uma bibliotecária que vive na cidade e adora isso, ou seja, não sabe cozinhar e vive em uma bom apartamento. Já Benny vive em uma fazenda e toma conta dela sozinho, e tem um jeito rustico de ser. E vocês imaginam quando esses dois mundos se encontram? Essas diferenças são bem marcadas no livro, que mesmo sendo curto me pareceu grande de alguma maneira, não sei bem por quê. Mas teve algo de estranho também nessa leitura, eu realmente não torci para que o casal ficasse junto... Bem, mas não vou contar se eles ficam ou não.
O livro é dividido em capítulos, em que um é a pela narrativa da Desirée que acompanhamos e logo no outro é a vez do Benny, pode parecer perseguição minha, mas eu achei que no começo do livro a autora até que conseguiu dá um ar de diferenciação entre as duas narrativas, marcando serem pessoas diferentes, mas com o decorrer do livro isso se perde e parece que ela embaralhou as narrativas, e você às vezes lê e não sabe se é ele ou ela que está narrando, isso em minha opinião foi uma coisa ruim, afinal cada personagem tem que ter bem marcado suas características.  Outro ponto negativo são os erros ortográficos, são vários nessa edição, além dos erros nas narrativas...
Por fim, daria para livro a nota 6. Essa nota por que achei que foi um romance diferente e marcou por causa da intensidade da estória e de como ela vai evoluindo, mas faltou algo nela, acho que faltou se tornar mais real, e isso foi por causa da narrativa ter sido fraca.

RESUMO: UM LUGAR IMPOSSÍVEL PARA O ENCONTRO PERFEITO Uma jovem mulher, amante dos livros, e um rapaz do interior se esbarram repetidamente no cemitério. Um local completamente inusitado para um encontro. Certo dia, um sorriso nasce nos lábios dos dois e eles ficam deslumbrados um pelo outro. É o início de uma paixão irrefreável. Com um romantismo agitado e um humor revelador, este livro combina o choque de culturas com uma história de amor terno e desenfreado.

terça-feira, 26 de junho de 2012

V.1: Guerra dos Tronos, A: As Crônicas de Gelo e Fogo: GEORGE R. R. MARTIN

Minha opinião: Depois de “mil dias” lendo esse livro, cheguei ao fim. E olha que ontem de noite eu decidi que iria terminar hoje, já que parecia ter muitas páginas ainda e eu estava com muito sono, e hoje quando começo a ler, descubro que só faltavam cinco páginas... Por que as outras páginas eram informações adicionais do livro. De qualquer maneira, foi uma leitura e tanto.

Eu já esperava ser uma boa leitura, afinal, eu só li resenhas positivas sobre os livros, e como eu gosto de livros grandes – juntou o bom com o muito bom – acabou por ser uma ótima escolha.

Mas vamos ao livro, primeiramente, não tem jeito né... Quando você inicia um livro de fantasia já sabe que vai ter muitos nomes diferentes, ou seja, que não são do nosso cotidiano e isso acaba fazendo com que as primeiras páginas se tornem um tanto que difíceis de serem acompanhadas – pelo menos isso acontece comigo – e foi assim que me senti quando comecei a ler esse livro, por que os personagens me estavam deixando confusa e eu tinha que voltar algumas páginas para saber quem era mesmo que estava falando, bem, mas continuei a leitura e fiquei muito empolgada. Por quê? Por que o autor soube separar bem o livro e fazer um suspense em cada capitulo, isso por que cada capitulo é sobre o olhar de um personagem diferente, e isso faz com que acompanhemos a estória de vários ângulos.


Já que estamos falando da estória, vou tentar contar um pouquinho sobre ela, bem, a estória acontece nos sete reinos, reinos esses que eram independentes, até que os Targaryen – Lembrando que no livro, é muito marcado as famílias e suas linhagens – unificam essas terras, até que há uma rebelião e Robert é coroado como rei, junto com seus amigos e seguidores. – Até aqui deu para entender? É que pra mim no começo do livro ficou meio confuso, e se eu soubesse disso, acho que ficaria mais fácil a leitura – Continuando, alguns anos depois, algumas coisas começam a acontecer nesses reinos, ou seja, a estória é marcada por vários acontecimentos, entre eles está os únicos descendentes Targaryen, que buscam uma maneira que reaver o trono; O Rei Robert escolhe um conselheiro para si que é o Eddard Stark; e isso acaba fazendo com que muitas conspirações e reviravoltas aconteçam na trama; e por fim –quer dizer, tem outras coisas, mas vou marcar essas – Criaturas que há muito estavam sumidas voltam a surgir nesses reinos, fazendo com que o  medo e o sobrenatural voltem a pairar sobre os personagens.

Olha só, eu sei que pode parecer um pouco confuso, mas quando se lê o livro dá para viajar com a narrativa e torcer por alguns personagens e odiar outros, e isso é muito bom, por que quando se tem essa aproximação com os personagens significa que o autor soube muito bem tecer as palavras.
Bem, por fim, posso dizer que esse livro lembrou-me um pouco – um pouco tá – As Brumas de Avalon, talvez por causa das mulheres desse livro que assim como as mulheres das Brumas, são fortes e viscerais, tem um poder grande e sabem usar deles; Mas também me lembrou de Rei Arthur, também pela forma com que a honra e as peculiaridades da corte sejam descritas.

Certo, agora eu quero o próximo livro e também assistir a série baseada nesse livro que foi feita pela HBO.

Resumo:  Em A Guerra dos Tronos, o primeiro livro da aclamada série As crônicas de gelo e fogo, George R. R. Martin - considerado o Tolkien americano - cria uma verdadeira obra de arte, trazendo o melhor que o gênero pode oferecer. 
Uma história de lordes e damas, soldados e mercenários, assassinos e bastardos, que se juntam em um tempo de presságios malignos. 
Cada um esforçando-se para ganhar este conflito mortal: a guerra dos tronos. Mistério, intriga, romance e aventura encherão as páginas deste livro, agora também um blockbuster da HBO! 



TEM SERIADO DESSE LIVRO!
“Game of Thrones” é uma nova série original da HBO baseada nos romances best-seller de George R.R. Martin. Em um mundo onde verões atravessam décadas e invernos podem durar toda a vida, a coroa de Westeros vem com um preço. Traição, luxúria, intriga e forças sobrenaturais balançam os quatro cantos do Reino, do planejante sul e as selvagens terras orientais, até o norte congelado e a antiga Muralha que protege o reino da escuridão além. Reis e rainhas, cavaleiros e renegados, mentirosos e nobres irão competir pelo poder na sangrenta luta pelo Trono de Ferro. A produção tem como base os quatro livros de George R.R. Martin, que servirão de referência para cada temporada planejada, ou seja, teremos mais 3 temporadas com base nos demais livros.


sábado, 23 de junho de 2012

Minhas últimas aquisições!

Não aguentei e comprei os livros da promoção do submarino!
Mais treze livros para minha estante!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

A Comédia Trágica ou a Tragédia Cômica de Mr. Punch


Minha opinião: Eu tenho um grande prazer em ler Neil Gaiman, e nesse quadrinho não foi diferente, talvez isso se dê pelo meu gosto pelo estranho e esquisito, ou melhor, por aquilo que me causa estranheza. E tanto a ilustração desse livro feito por Dave Mckean como a história me causou tamanho espanto que fiquei deliciada.

Bem, esse quadrinho traz a historia de um menino que passa uma temporada na casa dos avós, talvez para a gente isso passe despercebido, mas Neil Gaiman faz com que esse pequeno período tenha outro sentido, já que vemos pelos olhos de uma criança o mundo dos adultos, em que tudo é incerto e muito confuso, e que as verdades às vezes são mentiras, e as mentiras por vezes são verdades, pois é, que mundo adulto difícil nós vivemos né?

Acho que o que me chamou a atenção foi o Mister Punch, talvez por que ele coloque em destaque os piores desejos do homem à vista de todos, e isso de certa forma é desconcertante, não que não tenhamos esse desejo, essa raiva, e essa vontade de driblar o mundo de regras e acabar vivendo do jeito que queremos, mas quando vemos isso acontecer, faz com que talvez tenhamos que lidar com isso em nós mesmos. Sei lá, ou talvez não... Mas quando Mister Punch joga o bebê pela janela e o mata e depois sai matando, bem, isso dá um certo sentimento de raiva dele, e como o “garoto” queremos que alguém o mate, ou seja, damos vazão ao mesmo que o Mister Punch faz...
Por isso, talvez eu tenha gostado desses quadrinhos.

“Depois, ocorreu-me que eu deveria ter vestido a cabeça do texugo: assim eu teria me tornado um, algo minúsculo cambaleando com uma cabeça enorme, proferindo vastas verdades que eu não ousava pensar quando criança.”

Resumo: As histórias deste livro acontecem em Portsmouth, cinzenta cidade do litoral da Inglaterra, um garoto passa uma temporada inesquecível na casa dos avós. Um período de amadurecimento e descobertas, reveladas por personagens insólitos. 
Seu tio-avô Morton, marcado desde a infância por uma deficiência física; uma misteriosa mulher, que ganha a vida interpretando uma sereia, e Swatchell, um artista com um passado obscuro.
À medida que as histórias desses personagens se entrelaçam e se desdobram , o garoto é forçado a confortar segredos de família, estranhos fantoches e um pesadelo de violência e traição, em uma sombria fábula sobre o fim da infância - e da inocência - e a passagem para a vida adulta.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Aproveite!

Isso é Loucura!
Mas o submarino tá com uma super promoção! Vários livros por DEZ REAIS CADA (comprando acima de CINCO livros)!




Olha só alguns livros que estão por esse precinho:
















MUITO BOM!



quarta-feira, 23 de maio de 2012

Filme Baseado em Livro- O LEITOR


Minha opinião: Fazia tempo que eu queria assistir esse filme, mas sempre acabava por deixar para depois, bem, e esse depois durou muito tempo, mas enfim consegui assistir. Bem, para quem leu a minha resenha do livro, sabe que eu gostei da história e fiquei imaginando se o filme seria fiel ao livro, por que afinal, o livro é muito curto e em um espirro você termina de ler, portanto, não haveria por que deixar cenas faltando ou cortar alguma parte interessante no filme.
E assim o filme foi feito, ele é muito fiel ao livro, as cenas são incrivelmente parecidas com a narração do livro, era como se eu tivesse vendo as mesmas imagens que se formaram na minha mente enquanto lia. Os atores foram muito bem, e dou uma salva de palmas para a Kate Winslet que interpretou Hanna de forma magnifica. Kate conseguiu fazer com que o segredo de Hanna fosse tão duro e doído que dava até para sentir, além disso, a atriz também desempenhou bem a trajetória da personagem, e até mesmo velhinha, era muito real. Os outros atores também foram muito bem e deram uma cor muito distinta ao filme.
Acho que tanto a história da primeira paixão de um garoto com as cenas sensuais e toda essa descoberta do amor e da sexualidade, ficou muito bonito, como também a história de fundo sobre a guerra.
Bem, só posso dizer que esse foi um bom filme e que realmente vale a pena assistir, tanto para aqueles que leram o livro, como para aqueles que não leram!


Sinopse: Na Alemanha pós-2ª Guerra Mundial o adolescente Michael Berg (David Kross) se envolve, por acaso, com Hanna Schmitz (Kate Winslet), uma mulher que tem o dobro de sua idade. Apesar das diferenças de classe, os dois se apaixonam e vivem uma bonita história de amor. Até que um dia Hanna desaparece misteriosamente. Oito anos se passam e Berg, então um interessado estudante de Direito, se surpreende ao reencontrar seu passado de adolescente quando acompanhava um polêmico julgamento por crimes de guerra cometidos pelos nazistas.

domingo, 15 de abril de 2012

A Promessa - Richard Paul Evans

Minha opinião: Desculpem novamente pela demora em postar mais um livro, mas minha vida anda meio complicada, principalmente por que estou sem internet... Uma tristeza.
Bem, mas falando sobre esse livro “A promessa” confesso que pensei que era sobre algo totalmente diferente, por que não havia lido nenhuma resenha sobre esse livro, não por que não existisse – mas por que preferi ficar sem ler nada sobre ele, queria uma surpresa. E foi bem isso que ocorreu. O livro conta sobre Beth uma mulher jovem casada e com uma filha pequena, ela acreditava estar vivendo um casamento feliz e tendo uma vida tranquila, quando descobre a traição do marido e tudo que ela acreditava desmorona, por que ela se sente perdida, já que aquilo em que estava apoiada simplesmente desaparece.
No começo do livro achei que os diálogos estavam um pouco mortos e a forma como ela descobriu a traição e encarou o fato com o marido me pareceu um pouco falso, no entanto, a história começou a me prender e quando eu menos percebi eu havia terminado de ler o livro. Por que eu comecei a ler e passei a achar desinteressante, a forma da escrita e os personagens me deixaram desanimada, bem... Aí a história continua quando Beth encontra um homem misterioso, ah, eu juro que achei ridículo o encontro deles... Mas aí... No final do livro eu concordei que o encontro foi bem mais do que justo... Ou seja, no fim tudo fez certo sentido.
Acho que gostei da Beth, ela é uma personagem interessante, e dou um destaque para os trechos do diário dela que são apresentados no inicio de cada capitulo, acredito que eram melhores do que muita parte do livro.
Outro ponto positivo que dou para o livro é a surpresa que levei quando descobri o segredo da Beth, não imaginava mesmo... E isso foi muito legal, por que surpresas assim é difícil de encontrar em um romance, principalmente nos romances clichês que por vezes eu leio. Portanto, esse é um bom livro!


Resumo: Ela havia perdido todas as esperanças... e encontrou um homem que cumpre suas promessas...
Beth Cardall tem um segredo. Durante dezoito anos, ela não teve escolha senão guardá-lo para si, mas, na véspera do Natal de 2008, tudo isso está prestes a mudar.
Para Beth, 1989 foi um ano marcado pela tragédia. Sua vida estava desmoronando: sua filha de seis anos, Charlotte, sofria de uma doença misteriosa; seu casamento transformou-se de uma relação aparentemente feliz e carinhosa em algo repleto de traição e sofrimento; seu trabalho estava por um fio e ela perdera totalmente a capacidade para confiar, ter esperanças e acreditar em si mesma.
Até que, um dia extremamente frio, após atravessar uma nevasca até a loja de conveniência mais próxima, Beth encontra Matthew, um homem misterioso e encantador, que mudaria de uma só vez o curso de sua vida.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Aproveite!

Minha nossa, vocês viram que o submarino está com vários livros por apenas R$10 reais cada? E tem cada livro que me deu até coceira na mão!
Olha só alguns deles:




A promessa






                                                                                                 A menina que não sabia ler




Crônicas dos senhores do Castelo





E tem muito mais! 




Estantes de livros!

Qual você escolhe?



terça-feira, 13 de março de 2012

Um Homem de Sorte - Nicholas Sparks


Minha opinião:  Ganhei esse livro de amigo secreto ano passado, e estava pensando se lia ou não, talvez pela minha decepção da ultima leitura com o livro da Meg Cabot... Não sei ao certo, no entanto, decidi ler por que quis dar uma chance para esse romance, e não deu outra, eu gostei. Logico, que o autor não traz muitas novidades nesse livro, o romance se baseia como na maioria dos outros livros, sobre um cara – jovem – que encontra a mulher da sua vida, e claro que o cara é bonito, forte, bacana, interessante, fiel e companheiro... Ou seja, o homem perfeito. Até aí tudo bem, né? Por que quem acompanha os livros do autor sabe que ele escreve assim, é só ler “Querido John” ou “O caderno de Noah” ou mesmo “Noites de Tormenta” para ter uma idéia do que estou falando, e esse livro não é muito diferente.
Mas vamos a história que fala sobre um homem chamado Logan, que lutou no Iraque e que não teve nenhum ferimento em combate e isso provavelmente se deu por um amuleto, ou melhor, uma foto que ele encontrou na areia, depois que ele a encontrou, parece que a sorte se instalou ao seu lado. A questão é que na foto havia uma mulher e foi atras dessa mulher que ele foi atras. Mas não é tão simples assim né? Afinal, ele vai atras dessa mulher – Beth – e nem sabe se ela é casada, solteira, tem filhos, se virou freira ou algo do tipo, ele apenas vai... Ah, e detalhe ele atravessa o país a pé! Sério mesmo...
Olha só, apesar das coisas que não mudam muito nas estórias que o autor cria, não posso deixar de dizer que ele sabe escrevr uma narrativa que prende a sua atenção, que faz você querer você continuar a ler até a ultima linha, não sei bem como ele faz isso, mas eu sei que faz. Por que você torce pelos personagens, se emociona e tem vontade de continuar a ler para saber qual será o desfecho de tudo. O romance, claro, fica em primeiro plano, além de umas pitadas de drama – bem dramatico mesmo em alguns momentos. Em fim, para quem gosta de romance, esse livro é uma boa pedida.

Resumo: “Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Pegando Fogo! – Meg Cabot

Minha opinião: Eu gosto dos livros da Meg Cabot, mas confesso que andava um pouco saturada dos livros dela, principalmente por que os últimos pareciam simples reprises dos anteriores, ou seja, parecia que estava o mesmo livro só que com personagens um pouco diferentes... Bem, mas dito a minha opinião sobre os últimos livros da autora, vamos falar desse livro atual “Pegando fogo”. Nele encontramos uma garota muito da “assanhadinha” que namora o cara popular da escola e ainda de quebra troca uns beijos com um bonitão metido a ator e vive a sua vida desse jeito, até que um dia um “fantasma” do passado aparece na sua vida, melhor dizendo, um cara que ela aprontou – que só ficamos sabendo mais para o final o que ela fez – acaba voltando para sua vida, lembrando que o cara é lindo e fofo – claro né? Acho que isso às vezes deixa um pouco a desejar, não tem uma trama lá muito envolvente... Mas até que foi melhor do que alguns dela. Talvez, seja uma época da minha vida em que espero ler algo mais envolvente e interessante... Talvez quem sabe o próximo né? Bem, mas para quem gosta dos livros da Meg Cabot, talvez acabe gostando desse também, lembrando que não vai ter nada de muito novo nesse livro.

Resumo: Mais um sucesso desta autora que já vendeu mais de 600 mil livros no Brasil. Katie Ellison é uma mentirosa de mão-cheia e ainda por cima guarda um grande segredo sobre seu antigo melhor amigo, Tommy, que, quatro anos antes, criou um sério tumulto e acabou saindo da cidade. Agora, ele está de volta, e Katie vai ter que decidir se prefere continuar com as mentiras para manter as aparências, ou se finalmente vai abrir a boca e aceitar que as coisas nunca mais serão como antes. 

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Aproveite!

Olha só as promoções do submarino!!!
Ah eu se pudesse comprava tudo!
Coleção Neil Gaiman: 4 Volumes Por R$ 69,90

PS: vocês sabem que eu sou fã do Neil Gaimam, e os livros dele são muito caros, por isso que essa é uma grande promoção!

Livro: Deuses Americanos

Deuses Americanos, é o melhor e mais ambicioso romance de Neil Gaiman, é uma viagem assustadora, estranha e alucinógena que envolve um profundo exame do espírito americano. Gaiman ataca desde a violenta investida da era da informação até o significado da morte, mantendo seu estilo picante de enredo e a narrativa perspicaz adotados desde Sandman.

Livro: A Comédia Trágica ou a Tragédia Cômica de Mr. Punch
Em Portsmouth, cinzenta cidade do litoral da Inglaterra, um garoto passa uma temporada inesquecível na casa dos avós. Um período de amadurecimento e descobertas, reveladas por personagens insólitos - seu tio-avô Morton, marcado desde a infância por uma deficiência física; uma misteriosa mulher, que ganha a vida interpretando uma sereia, e Swatchell, um artista com um passado obscuro.

Livro: Sinal e Ruído
Um dos primeiros trabalhos conjuntos de Neil Gaiman e Dave McKean, Sinal e Ruído é considerado a obra-prima da dupla. O premiado escritor e roteirista Neil Gaiman e o também premiado desenhista Dave McKean iniciaram juntos suas carreiras no mundo dos quadrinhos. Juntos ajudaram a revolucionar o gênero, trazendo para esse uma erudição gráfica inédita.

Livro: Lugar Nenhum
Em Lugar Nenhum Neil Gaiman conta a história de Richard Mayhew, um jovem escocês que vive uma vida normal em Londres. Tem um bom emprego e vai se casar com a mulher ideal. Uma noite, porém, ele encontra na rua uma misteriosa garota ferida e decide socorrê-la. Depois disso, parecer ter se tornado invisível para todas as outras pessoas.


Organizar livros

Como organizar seus livros:

Estantes superlotadas com livros que você nem sabe sobre o que são. Livros sem lugar, espalhados por armários e escrivaninhas. Essa história é familiar para muita gente. Mas organizar seus livros é uma tarefa muito simples.

Examine sua biblioteca:
A primeira coisa a fazer, ao invés de sair comprando e instalando mais prateleiras ou mais uma estante, é examinar os livros que tem um a um. Separe aqueles que podem ser dados ou vendidos.

Doe livros excedentes:
Lembre-se que ao doar um livro a uma biblioteca você poderá lê-lo novamente sempre que quiser.E se resolver vendê-los a um sebo, pode sempre comprar uma outra cópia facilmente.

Reorganize por categorias:
Na hora de colocá-los de volta na estante, ou prateleiras, organize-os por categorias como: ficção, não-ficção, didáticos e infantis. Os livros de ficção podem ser organizados de duas formas distintas: por ordem alfabética de acordo com o nome do autor - como fazem em bibliotecas; ou organizá-los por gêneros como romance, policial, mistério, ficção histórica, etc.

Agrupe os livros de não-ficção de acordo com seus temas:
Agrupe os livros do mesmo tema e arrume-os em ordem alfabética por autor. Assim fica mais fácil encontrá-los e colocá-los de volta no lugar depois que forem usados. Os livros infantis ficam mais bem alocados em prateleiras baixas, ou até mesmo no quarto das crianças.
Dica:
Se não tiver mais lugar nas prateleiras e nem espaço para a instalação de outras, arrume os livros na horizontal. O único porém é que assim fica mais difícil encontrar e retirar os livros.

Fonte: http://www.organizesuavida.com.br/

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

V.6 Rangers Ordem dos Arqueiros: Cerco a Macindaw - John Flanagan


Minha opinião: Primeiro, quero pedir mil desculpas por minhas “férias” do blog, mas é que minha vida andou tendo umas mudanças – literalmente – já que mudei de casa e estou sem computador, sem internet e consequentemente sem blog... Uma droga, por que fico pensando que poderia estar postando alguma coisa, além disso, dei uma parada nas leituras, por que andei estudando muito... De qualquer maneira, vou tentar ficar de volta – mesmo que seja por enquanto, esporadicamente, até eu comprar um computador para mim.
Mas vamos ao livro, todos já sabem de cor e sapateado que eu adoro essa série, acho que os personagens são bem descritos e suas personalidades não mudam de repente, mas cada um continua com sua marca, mas é possível perceber como eles amadurecem e acho que nesse livro da série isso fica bem marcado. Will já é um arqueiro e está em uma missão, no qual descobre um golpe contra um reino, e acaba em maus lençóis, tendo que fugir... Mas claro que as coisas mudam bastante e várias coisas acontecem...
E imaginem só isso, Will além de mostrar muita habilidade em lidar com questões adversas, ele também mostra que está crescendo, e acaba até mesmo descobrindo que está apaixonado... Hum, é, vem romance por aí, coisa que até agora não teve nessa série, mas que em minha opinião, não fez falta, pelo menos não até o momento.
Horace também se mostra bem amadurecido nesse livro e consegue lidar com questões estratégicas muito bem, além é claro da sua força e coragem.
Repito novamente que o autor é fabuloso na articulação dos acontecimentos e como ele desenvolve a narrativa, por que é tão envolvente que quando se percebe o livro acabou e estamos enlouquecidos para saber como continua.
Bem, eu já vou procurar o próximo livro...
Não deixem de ler essa série!

Resumo: Nessa nova história, o arqueiro Will Barton, também conhecido como Will Tratado, vai enfrentar grandes perigos para derrotar Keren, um cavaleiro renegado que tomou posse do castelo Macindaw. Além de expulsar Orman, o herdeiro do trono, o vilão também está mantendo Alyss, mensageira do reino e grande amiga de Will, prisioneira no local. Will arma um plano audacioso para retomar o castelo, mas não vai conseguir fazer isso sozinho. A sorte é que ele terá reforços especiais para colocar a estratégia em prática – Horace, o cavaleiro da Folha de Carvalho, e um improvável exército de piratas escandinavos.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Resultado promoção Aniversário de Dois anos


E aqui estão os ganhadores - sortudos da promoção! E quero agradecer a todos que participaram e fiquem atentos que logo, logo, teremos outra super promoção!


A Primeira ganhadora foi MIRLEIDE NANCY!
Que escolheu o Kit Policial!
Parabéns!

O SEGUNDO KIT VAI PARA MAYARA FERNANDES
Que escolheu o Kit policial! 
Parabéns

O terceiro Kit vai para Aline Campos
Ela escolheu o kit romance, no entanto, ganhou o último que sobrou que
foi o Kit aventura! Espero que goste mesmo assim! 

Parabéns a todos! Todos vão receber um email para me enviarem o endereço! 
e para isso terão três dias, após isso, será realizado outro sorteio.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Para os nossos livros



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Cotoco: O diário (perversamente) engraçado de um garoto de 13 anos - John van de Rui


Minha Opinião: Nossa, eu demorei uma vida para ler esse livro não é mesmo? Mas minha vida andou um pouco turbulenta, o que acabou fazendo com que eu tivesse que deixar um dos meus prazeres de lado, ou seja, a leitura.
Mas voltando para o livro, já dá para ter uma idéia do que se vai encontrar só olhando para a capa não é mesmo? Afinal, esse nome “Cotoco” e esse menino aí, dá um jeito todo interessante e uma vontade de ler, pelo menos, foi isso que aconteceu comigo, por que eu estava louca para ler esse livro e quando vi uma super promoção dele na fnac, não pensei duas vezes e comprei.
O livro conta a história do Cotoco, ou melhor, o Cotoco que conta a sua história, ele mora na África do Sul e vai para um colégio interno, um colégio com muita gente doida, jovens com muita criatividade e cheios de coisas para contar e inventar, para você ter uma noção, praticamente todos no colégio tem um apelido, e tem cada apelido que vocês nem imaginam desde Largatixa e Ray Man à Rambo e Cachorro doido, é uma loucura. Nós vamos acompanhar um ano desse garoto que vive muitas coisas e nos conta tudo a partir do seu diário, ele fala dos amores, o primeiro amor, a mistura de sentimentos na adolescência, a mudança do corpo, a relação com a família, relação com o país em que mora, como é estar na turma, e nesse ponto eu achei interessante, por que o Cotoco não é o cara descolado e nem o mais idiota, ele está ali no meio, ele às vezes se destaca como às vezes não, é muito legal acompanhar seus dias e dar muita risada com as coisas que acontecem com ele. Acho que para os adolescentes esse livro é ótimo, e tenho certeza que muitos vão dar muitas e muitas risadas, mas também vale para quem gosta de um livro para se distrair e rir um pouco, principalmente com a família do Cotoco, que é uma comédia sem fim.
Ah, quando vocês lerem vão saber por que ele recebeu o apelido de Cotoco. 

Resumo: O ano de 1990 na África do Sul será decisivo tanto para o país quanto para o garoto John Milton. Nelson Mandela está prestes a ser libertado, e, aos 13 anos, John (que graças às suas partes íntimas pouco desenvolvidas é debochadamente apelidado de Cotoco), acaba de ingressar em um internato de elite só para meninos. Ali, Cotoco viverá muitos dos ritos de passagem que envolvem essa fase da vida, e terá de fazer isso enquanto convive com pais, no mínimo, exóticos; uma avó gagá, e colegas de dormitório para lá de estranhos (com apelidos do tipo Lagartixa, Rambo, Rain Man e Cachorro Doido). 

Ao longo das páginas de seu diário acompanhamos Cotoco em uma série de situações bizarras e divertidas: de mergulhos proibidos no meio da madrugada a acirrados campeonatos de críquete, passando pelas tentativas de conquistar as garotas e por catastróficas férias em família. Nessa bem-humorada jornada de descoberta da vida adulta, somos convidados a conhecer o peculiar - e, sobretudo, engraçadíssimo - universo da adolescência masculina 
Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails