Estou lendo:O MUNDO EXPLICADO POR T.S. SPIVET - Reif Larsen


10 / 223 words. 4% done!

sábado, 31 de dezembro de 2011

Retrospectiva 2011!



Falta pouco para o ano acabar, um ano que pra mim foi cheio de novidades e claro que também cheio de livros e é por isso que vou fazer esse post para destacar os livros que fizeram parte de 2011 na minha vida.
Então... Esse ano eu li exatamente 80 livros, bem menos do que eu li ano passado que foram 108 livros no total, porém, acho que 80 livros já está bom né? E vou tentar me empenhar mais ano que vem, apesar de que às vezes o nosso dia a dia acaba não deixando espaço para um livrinho, não é mesmo?
Mas agora eu gostaria de relembrar alguns desses livros que eu li, e isso pode fazer aparecer livros bons como também livros que me decepcionaram muito esse ano, então vamos lá!

 Livro Surpresa
O livro que me surpreendeu esse ano com certeza foi o Dia de Eutanásia - Stephen Spignesique eu nem imaginava que me prenderia tanto a atenção, e que me deixaria tão inspirada, mas esse livro conseguiu algo que nem imaginava que foi me fazer viajar na história e quando eu menos percebi já estava toda envolvida. O bom desse livro foi que eu paguei apenas R$5,00 na livraria virtual Memee.com.br - que se não me engano está desativada - mas foi uma grande compra que sinceramente valeu a pena, uma grande surpresa!

Melhor coleção - trilogia

Com certeza absoluta o prêmio fica para a série Jogos Vorazes, que me conquistou por completo! A trilogia tem uma história ótima, envolvente e com personagens muito bem descritos com personalidades marcantes! Sinceramente, essa trilogia em minha opinião é uma das melhores que eu já li e está como minha super favoritas já que virei fã de carteirinha. Acho que nesse ano, essa trilogia me conquistou.


Chorei Muito - tanto nos livros como nos filmes

Eu sempre choro tanto em filmes tristes como em livros, por isso decidi escolher os livros que me emocionaram muito esse ano e entre eles os que eu mais chorei, rs. E por isso escolhi, A mulher do viajante do tempo que foi um livro lindo, que eu chorei mesmo, por que é super fofo! Além de que a história por mais incrível que pareça, é apaixonante, tantos os personagens como as falas e o modo como a estória é descrita, vale muito a pena para quem gosta de um romance.
O outro livro, foi um dos últimos que eu li esse ano que é o Um dia que sinceramente me pegou desprevenida, por que eu não suspeitava que se tratava de romance tão bom assim, mas ele foi e também me fez chorar de tão bonito que era.
Por isso fica aí a dica desse dois livros que se tornaram filmes e que deixaram com lágrimas nos olhos.




Melhor ficção cientifica 

Não esperava gostar tanto de um livro de ficção cientifica, principalmente por que não sou assim tão fã desse gênero, mas me deparei com o Guerra sem fim, outro livro que paguei apenas R$5,00, e me surpreendi com um livro muito bom! Toda a estória sobre guerra e outros planetas, viagem ao espaço e toda essa questão de que você pode ir para o espaço com 20 anos e voltar para a terra depois de 50 anos ou muito, mais muito mais e continuar com 20 anos me deixou boba, o pior é que é verdade. E gente, o autor realmente soube descrever muito bem o que poderia acontecer no futuro e trouxe um grande exemplar de ficção cientifica. Dizem por aí que está quase se tornando um filme, eu espero que seja verdade.




Livros para pensar



Esse ano eu li dois livros que eu considero os melhores que já li e me fizeram pensar muito, por que eles misturaram tanto filosofia como aspectos psicológicos e sociais de uma maneira muito palpável e que com certeza ficaram sendo os melhores livros que eu já li na minha vida.
Um deles foi a Elegância do Ouriço que me cativou logo nas primeiras páginas e depois me fez não querer parar de ler o livro de tão delicado que era, um grande livro.
O outro foi Coiote que trouxe uma temática que envolvia o proibido, questões sociais e principalmente um quê de psicológico que me deixou um tanto que envolvida, principalmente pelo personagem principal - Coiote - que tinha algo de estranho e de envolvente, apesar de trazer a tona os desejos mais íntimos dos seres humanos. Outro grande livro.


Grande decepção

Olha só, eu esperava muito desse livro Interligados: Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras - Gena Showalter, achava que ele seria um livro jovem com muita ação e um romance interessante, no entanto, me deparei com um livro muito mal escrito com personagem muito pouco construídos e sinceramente, com uma estória que deixou muito, mas muito mesmo a desejar, um livro que não recomendo para ninguém.

Melhor personagem

Pensei muito sobre isso e como eu já havia escolhido a Lisbeth Salander da trilogia Millenium ano passado, e claro que ainda a considero a melhor das melhores, mas esse ano vou dar o meu voto para um personagem que realmente me cativou e que eu considero um dos melhores que é o Cale do livro A Mão Esquerda de Deus, acho que não só o personagem, mas o livro também foi de arrasar, por isso o meu ponto vai para ele esse ano.

Melhor Romance Teen 

O que conquistou esse ano foi sem sombra de dúvida A Fera, um livro tão fofo e bonito e que me fez suspirar sem parar várias vezes, achei lindo essa adaptação do clássico A Bela e a Fera, ficou muito bem escrita e um dos melhores romances jovens que já li!

Melhores Autores

Aqui eu fiquei em dúvida afinal, existe diversos autores que são muito bons, mas cada um no seu gênero, por isso decidi escolher três autores que acho que merecem ser colocados como os melhores em minha opinião no ano de 2011. São eles:
Marc Levy pelos ótimos romances E Se Fosse Verdade... e a continuação Encontrar Você, ambos os livros são muito escritos e trazem uma trama bem amarrada e sempre com o que se espera, um bom romance, os livros são maravilhosos e estão também na lista de melhores romances, portanto nesse gênero o autor ganhou.










Suzzane Collins pela maravilhosa trilogia Jogos Vorazes merece muito mais que essa indicação, por que ela soube realmente criar bons personagens, que continuaram com suas personalidades, que alias foram muito bem definidas durante toda a trilogia, ou seja, eles não se perderam no caminho como as vezes acontece com alguns livros, isso não aconteceu com Suzzane que soube muito bem conduzir uma narrativa envolvente do começo ao fim e sempre nos deixava na expectativa do que iria ocorrer a seguir e melhor do que isso, não decepcionou de jeito nenhum! Uma ótima autora!












Stieg Larsson está novamente na minha lista com a maravilhosa trilogia Millenium que não pode ser considerada apenas boa, mas sim ótima,  por que ele soube descrever um romance policial de tirar o folego, além de ser surpreendente a cada página e trouxe personagens que não se perderam em nenhum minuto, mas que foram criando vida própria em cada página que se lia, um autor de se tirar o chapéu.





Sem Fôlego 

Laranja Mecânica foi um livro que me deixou sem ar e muitas vezes com incertezas e certezas, um livro que não se pode deixar de ler na vida. Nunca imaginei que fosse assim, ele traz uma violência que nos desafia ao mesmo tempo que fala do desejo e daquilo que queremos mas que somos barrados, mas traz a questão: é se fosse liberado fazer tudo o que se deseja? É ao mesmo terrível e maravilhoso, um ótimo livro.

Melhor livro brasileiro

Uma grande surpresa para mim foi com certeza o livro Paixão, Drogas e Rock 'N' Roll da Daniela Niziotck, por que ele foi muito mais do que eu podia imaginar, a autora é maravilhosa e criou personagens marcantes e uma narrativa gostosa de se ler. Eu adorei o livro e lembro de que depois de ler eu ficava pensando nos personagens, e isso significa que o livro era bom mesmo! muito bom!

Bem é isso!
E feliz 2012 e espero que seja cheio de livros!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Vol 1 Cabeça de Vento - Meg Cabot


Minha opinião: Bem, sinceramente eu achei um dos livros mais fraquinhos da Meg Cabot. Tenho um prazer enorme de ler os livros da autora, por que ela segue essa linha adolescente e muito bem, por que traz esse universo do romance, rivalidades e conflitos de uma maneira engraçada e descontraída, e às vezes ela se utiliza um pouco de fantasia para isso. Mas... Não sei por que, mas esse livro faltou em alguma coisa... Agora pensando sobre isso, acho que o que não gostei foi a personagem principal, a Emerson – sim, ela tem um nome masculino - a achei muito sem atitude – na verdade – no inicio da estória, tudo estava indo bem, a Emerson tinha um jeito forte e decidida e brigava por seus idéias, mas de repente as coisas mudam e parece também que sua personalidade, por que ela começa a fazer coisas que não condizem com a pessoa do inicio do livro.
Bem, o livro, portanto conta sobre a Emerson, uma garota que adora vídeo-game, é apaixonada por seu melhor amigo, que não faz a mínima idéia disso e claro que também é desprezada pelas garotas populares da escola – Típico de alguns livros da autora.
No entanto, as coisas mudam quando ela vai a um evento na inauguração de uma loja famosa e ela tem que ir para acompanhar sua irmã mais nova que é deslumbrada por ser também muito popular, nesse evento ela se depara com a supermodelo teen Nikki, e depois disso, a estória toma um rumo que sinceramente eu não esperava.
E não vou contar aqui por que seria um estraga prazeres, mas vou dizer apenas que eu até que achei interessante e levei um susto quando li, no entanto, acho que a Emerson ficou totalmente idiota, e realmente, eu detesto essas personagens tontas sabe? Não dá nem vontade de continuar a ler, mas eu li... e gostei pouco.


Resumo: Emerson Watts odeia seu nome, tem problemas com quase todo mundo na escola e seu melhor amigo parece nem desconfiar de sua paixão por ele. Parece que ela tem problemas? Pois um acidente num shopping aproxima a garota e a famosa modelo Nikki Howard muito mais do que deveria, e é aqui que os problemas começam de verdade.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sherlock Holmes: O Signo dos Quatro - Arthur Conan Doyle


Minha opinião: Vocês acreditam que eu nunca havia lido um livro do Sherlock Holmes? Pois é a pura verdade, eu tinha assistido ao filme sabe? Esse último que lançou e pensei que o Sherlock fosse do tipo mais sério e não como no filme, mas depois de ler esse livro eu me surpreendi, por que ele luta sim boxe e cheira cocaína. Bem, no livro tem uma nota de rodapé que explica o por que do Sherlock se utilizar de cocaína, que não é pelo fato do vicio, mas sim pelo simples motivo de ter a mente em movimento, já que para ele ficar ocioso lhe causa um sentimento de angustia de sofrimento muito grande, portanto, precisa de alguma forma estar em ação, mesmo que para isso precise usar entorpecentes, penso eu, que a luta também tem relação com isso, já que traz a mesma questão, a de estar ativo, pensando em cada detalhe, nos movimentos e no próximo ação, o que deixa a cabeça atuando o tempo todo. Eu achei isso de certa maneira interessante, eu gosto dessa estranheza que me causou num primeiro momento.
Bem, realmente eu desconhecia – e muito – sobre esse personagem que é ao mesmo tempo curioso e interessante e que consegue ter visão e percepção do mundo que para muitos passam despercebido.
Pois então, nessa história do personagem, ele e o Dr. Watson têm que desvendar um mistério de um presente que todo ano a senhorita Mary Mortan recebe, uma perola, e isso tudo ocorre depois do desaparecimento do seu pai de forma misteriosa. É muito legal ver as percepções e a maneira como o Sherlock Holmes desvenda os mistérios, ao mesmo tempo em que o Dr. Watson relata cada detalhe, mostrando de seu ponto de vista os acontecimentos e como tudo passa a ser entendido de uma maneira que talvez outras pessoas não percebessem.
Gostei, e vou tentar achar os outros livros do personagem.

Resumo: Uma vez por ano, a senhorita Mary Morstan recebe pelo correio uma pérola, sem qualquer menção quanto a quem seria o remetente. Quando seu misterioso admirador pede um encontro, Sherlock Holmes e Dr. Watson começam a trabalhar no caso. Uma morte terrível e o desaparecimento de um tesouro levam a uma caçada pelas ruas escuras de Londres e pelas margens do rio Tâmisa. Os personagens deste grande romance de mistério incluem os mal-aventurados gêmeos Sholto e o homem da perna de pau, que povoam cenários na Inglaterra vitoriana – mais sombria do que em qualquer outra história de Sherlock Holmes.
O signo dos quatro é o segundo romance protagonizado por Holmes e Dr. Watson publicado por sir Arthur Conan Doyle (1859-1930), primeiramente como folhetim na Lippincott's Monthly Magazine, em fevereiro de 1890, e logo em seguida editado na forma de livro.
Esta história, que propõe um enigma intrincado e soluções geniais, e que demonstra o fascinante raciocínio de Holmes, além de nos apresentar facetas íntimas dos dois personagens principais, foi uma das responsáveis pela fama da maior dupla de detetives da literatura mundial. Juntamente com Um estudo em vermelho, de 1887, O cão dos Baskerville, de 1902, e O vale do terror, de 1915 (todos disponíveis na Coleção L&PM Pocket), compõe o conjunto das narrativas longas de grandes casos de Sherlock Holmes.

Tem filmes sobre esse personagem (Fonte: lista de 10)
Esse Louco Me Fascina - They Might Be Giants(1970 / George C. Scott. um homem enlouquece após a morte da esposa e está convencido que é o próprio Sherlock Holmes. quando a psiquiatra Mildred Watson se interessa pelo seu caso, ele a levará para as ruas de Nova York em busca do professor Moriarty e,claro, se apaixonam. um filme diferente e simpático)
O Enigma da Pirâmide - Young Sherlock Holmes(1985 / Nicholas Rowe. um Holmes adolescente, produzido por Steven Spielberg e com ótimos efeitos da ILM. conta a história de Holmes, já amigo de Watson na escola, resolvendo seu primeiro caso, onde pessoas são acometidas de alucinações, depois de serem atingidas por dardos)
A Vida Íntima de Sherlock Holmes (1970 / Robert Stephens. um filme pouco conhecido, dirigido pelo grande Billy Wilder. a partir de supostos escritos póstumos do Dr.Watson, conta a complicada investigação do desaparecimento do marido de uma bela mulher, que envolve um castelo escocês, o sumiço de seis anões, o monstro do Lago Ness, experimentos navais e até monges vilões. bom, mas não tem a sofisticação habitual do diretor)
Sherlock e Eu - Without a Clue (1988 / Michael Caine. nesta comédia, o verdadeiro detetive é o Dr. Watson - Ben Kingsley -, que desvenda todos os crimes. ele inventou Sherlock Holmes e precisa agora contratar um ator, que levará todo o reconhecimento. ótima premissa, ótimos atores, mas a trama policial é muito fraca)
O Cão dos Baskervilles (1959 / Peter Cushing. ótimo remake do livro mais famoso do detetive, deta vez estrelado pelo britânico Cushing. um aristocrata - Christopher Lee - contrata para desvendar o mistério de um cão amaldiçoado que vem matando membros de sua família há séculos)
Visões de Sherlock Holmes - The 7% Solution (1976 / Nicol Williamson. para tratar da dependência de cocaína de Holmes, seu amigo Watson - Robert Duvall - o convence a tratar-se com o Dr. Freud - Alan Arkin - em Viena. lá chegando, os dois terão também que investigar o rapto de uma amiga. a cocaína esteve presente em vários contos, mas havia sido suprimida até este filme. ótimo filme de Herbert Ross)
O Xangô de Baker Street (2001 / Joaquim de Almeida. comédia brasileira, baseada no engenhoso livro de Jô Soares. traz o detetive e seu amigo Watson - o ótimo e desconhecido Anthony O'Donnell - ao Rio de Janeiro, para investigar o desaparecimento de um valioso Stradivarius. a partir daí começam a acontecer seguidos assassinatos relacionados ao violino. o melhor do filme é o estranhamento e fascínio da dupla pela cultura local. divertido) 
ssassinato por Decreto (1979 / Christopher Plummer. com o grande James Mason como Dr. Watson.  neste ótimo filme de Bob Clark, Holmes investiga os assassinatos de Jack, o Estripador, um serial killer real, que aterrorizou Londres, matando prostitutas em 1888. para isso conta com a ajuda de uma vidente)
O Cão dos Baskervilles (1939 / Basil Rathbone. Basil foi o grande intérprete de Holmes, estrelando 14 filmes entre 1939 e 1946 no papel e em todos eles com Nigel Bruce no papel de Watson. neste primeiro, o detetive é chamado a desvendar um mistério aparentemente sobrenatural, de um cão fantasma que assombra e mata os membros de uma família aristocrática)
Sherlock Holmes (2009 / Robert Downey Jr. um superprodução, dirigida por Guy Ritchie, com Jude Law como Watson. traz um Sherlock mais físico, com uma trama rocambolesca - no estilo Dan Brown - e um ator americano no papel central. o estranho é que tudo isso funciona e o filme é bom. contribuem a fantástica fotografia de Philippe Rousselot e o precioso desenho de produção de Sarah Greenwood)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Outro - Bernhard Schlink

Minha opinião: Poxa, isso é um livro ou um conto? Eu li esse livro em meia hora, mas acabei deixando para fazer a resenha depois, ou seja, agora. Eu já tinha lido um livro do autor anteriormente, “O leitor” e gostei bastante, por que achei que ele trazia um tema que mexe com questões de valores e isso às vezes é meio complicado de se abordar. Mas nesse livro que é super curto, não chega a ter 100 páginas, o autor também traz um tema complicado, que é a traição, ou seja, um terceiro na relação e como isso pode afetar a imagem que se tem da pessoa que esteve ao seu lado durante muitos anos e até mesmo a fazer você pensar sobre como você era nessa relação. E o autor traz exatamente isso.
Bem, o livro conta sobre um homem chamado Bengt que acaba de perder sua mulher e continua a viver sua vida de maneira simples com suas tarefas cotidianas, até que um dia ele recebe uma carta de um suposto amante da sua mulher, e a partir daí ele começa a ter diversos questionamentos sobre quem era a sua esposa com esse homem, e quem é esse homem que ela se relacionava, e com essas questões ele passa a se corresponder com esse homem e se faz passar pela esposa e a cada carta ele descobre algo novo sobre a sua própria vida e cada vez mais ele se sente atraído por essa figura que teve uma relação com a sua mulher.
Eu gostei desse jogo de sentimentos que envolve o livro, sobre o querer descobrir aquilo que poderia estar na sua frente, mas que muitas vezes deixamos passar, por que era possível ver que Bengt estava buscando conhecer a sua esposa, mesmo depois de morta, tentando encontrar um jeito de vê-la de um jeito que nunca pode ver. Só que isso, faz com ele se perceba também como marido e como homem, que por muitas vezes foi ausente e que não se importava em conhecê-la, por que sabia que já a tinha e isso o bastava, e quando ele percebe que ela tinha Outro, isso faz com que ele se questione e talvez esteja aí o melhor do livro.
Acho que é um livro bom e que se lê num espirro, e por isso vale a pena.

Resumo: Depois de perder a mulher para o câncer, Bengt procura conforto nas tarefas mais simples do dia a dia. Até que recebe uma carta endereçada a ela e tudo o que viveram juntos desmorona. Percebendo a chance de manter viva a memória da esposa, Bengt começa a responder às cartas como se fosse Lisa. A cada nova carta, ele a redescobre. Entretanto, as mensagens não são suficientes e logo a empatia entre os dois e a curiosidade de Bengt fazem com que ele vá ao encontro do Outro.

- Bernhard Schlink é autor de O Leitor, que além do êxito em seu país, alcançou o primeiro lugar na lista do New York Times e obteve grande sucesso no Brasil, ao conquistar as principais listas de mais vendidos. O livro ganhou uma adaptação para o cinema vencedora de um Globo de Ouro e um Oscar, com Kate Winslet e Ralph Fiennes nos papéis principais. 
O Outro chega às telas, com Liam Nesson, Antonio Banderas e Laura Linney à frente do elenco. 



TEM FILME DESSE LIVRO!
Título no Brasil:  O Amante
Título Original:  The Other Man
País de Origem:  EUA / Inglaterra
Gênero:  Suspense
Classificação etária: 14 anos
Tempo de Duração: 88 minutos
Ano de Lançamento:  2008
Site Oficial:  http://www.othermanfilm.com
Estúdio/Distrib.:  California Filmes
Direção:  Richard Eyre

Sinopse: Peter (Lian Neeson) e Lisa (Laura Linney) estão acomodados na tranqüilidade de seu extenso matrimônio. Lisa é uma renomada designer de sapatos, enquanto Peter dirigi sua própria companhia. Na noite da festa de lançamento da ultima coleção de Lisa, ela parece evasiva e estranha. "Nunca desehou ter a oportunidade de ficar com outra pessoa?", pergunta ela. Logo depois desaparece. Desesperado, Peter luta para encontrar respostas e segue uma pista até a Itália. Ali se encontra com Ralph (Antonio Banderas), um homem astuto e encantador que é, claramente, o amante de Liisa. Mas Ralph tem seus próprios segredos.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Filmes baseados em livros!

FILME: UM DIA

Um Dia

Titulo Original: One Day

Gênero: Comédia e Romance
Duração: 107 min.
Origem: Estados Unidos
Estreia: 02 de Dezembro de 2011
Direção: Lone Scherfig
Roteiro: David Nicholls
Distribuidora: Paramount Pictures
Censura: 12 anos
Ano: 2011

Minha opinião: Acabei de assistir ao filme e eu simplesmente adorei! Quando eu assisti ao trailer eu fiquei um pouco apreensiva com o ator que interpreta o Dexter, por que achei que ele não me parecia muito com o personagem, mas percebi que foi um equivoco depois que assisti ao filme, por que Jim Sturgess realmente se pareceu e muito com o Dexter que li no livro. E claro que a Anne Hathaway também fez a Emma maravilhosamente, eu gosto muito dessa atriz e acho que o filme que assisti com ela e realmente fiquei arrepiada – por que e o personagem era péssimo – foi ao filme “Passageiros”, que foi uma m*rda. Os outros personagens também se deram bem com os atores escolhidos e não deixaram nada a desejar.

Mas voltando ao filme, acho que ele foi bem fiel ao livro, claro que algumas partes foram cortadas e muitas poucas modificadas, mas ao todo foi bem fiel, o que fez com que eu gostasse bastante. Acho que poder visualizar depois de uma leitura, quando o filme é assim fiel se torna algo muito agradável.

E claro que eu chorei horrores né? Eu sabia que iria chorar, por que sou assim, mas realmente tenho que confessar que eles fizeram o filme de uma maneira muito delicada e me fizeram apaixonar por ele.

Sinopse: Depois de um dia juntos – 15 de julho de 1988, data da formatura da faculdade – Emma Morley (Anne Hathaway) e Dexter Mayhew (Jim Sturgess) iniciam uma amizade que durará a vida toda. Ela é uma menina de classe operária cheia de princípios e ambição que sonha em tornar o mundo um lugar melhor. Ele é um conquistador rico que sonha que o mundo será o seu playground.
Nas duas décadas que se seguem, momentos-chaves de seu relacionamento são vividos em diversos dias 15 de julho da vida dos dois. Juntos ou separados, vemos Dexter em ao longo de sua amizade e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risadas e lágrimas. Mas, em algum ponto dessa jornada, eles percebem que aquilo que buscam e desejam estava lá o tempo todo. Com a revelação do verdadeiro significado daquele dia de 1988, eles aceitam a natureza do amor e da própria vida.



FILME: A RAINHA DO CASTELO DE AR

Titulo Original: Luftslottet som Sprängdes

Gênero: Crime, Drama e Suspense
Duração: 147 min.
Origem: Suécia, Dinamarca e Alemanha
Direção: Daniel Alfredson
Roteiro: Ulf Ryberg e Stieg Larsson
Distribuidora: Imagem Filmes
Censura: 16 anos
Ano: 2009

Minha opinião: Sem sombra de dúvida eles tiveram que se virar nos 30 para tentar encaixar todo o volume 3 nesse livro, e claro que cortaram diversas cenas e muitas partes foram modificadas, isso acontece desde o começo do filme e eu fiquei pensando que se não tivesse lido ao livro talvez eu não tivesse gostado do filme, mas acho que isso também pode ser coisa da minha cabeça, afinal eu fiquei tão vidrada na leitura que não ver tudo aquilo na telinha me deixou um pouco decepcionada, apesar de saber que iria ser assim de qualquer jeito. Bem, os atores são os mesmos do primeiro e do segundo filme e a Lisbeth arrasou como sempre, acho que a atriz tem todo o jeito da personagem e ela consegue dar aqueles “sorrisos malignos” que você não perceberia se não prestasse atenção, e ela consegue fazer isso, o que é ótimo.

A partir daqui vai conter SPOILERS

Pois bem, algumas passagens do livro que achei importante e foram cortadas são as seguintes:

- O tempo que Lisbeth passou no hospital, mostrando o pai dela que estava bem melhor e que às vezes andava pelo corredor enquanto ela estava mal e mal podia levantar a cabeça;

- Toda a equipe que foi montada para ajudar na defesa da Lisbeth, como o ex chefe dela, o Mikael, e outras pessoas que não apareceram nesse filme;

- Eles mudaram o fato da Erika ter ido para outra editora – que tudo bem, por que isso daria uma história à parte e talvez realmente não coubesse no filme – mas isso fez com que eles mudassem a história, fazendo com que as ameaças que ela recebia tivessem relação com o lançamento do livro e da publicação da Millenium e não sobre ela mesma;

- Esse fato acima alterado no filme, fez com que a Lisbeth não mostrasse muito os seus dotes de hacker no filme, por que foi ela que no livro ajudou a desmascarar a pessoa que estava ameaçando a Erika. Ou seja, eu adorei o fato da Lisbeth mesmo estando presa dentro de um quarto de hospital estar sabendo mais do que as pessoas de fora e resolver coisas que ninguém conseguia;

- As cenas do tribunal também foram bem alteradas, por que no livro a advogada da Lisbeth que é a irmã do Mikael desde o começo do julgamento tinha todo o domínio do que iria fazer no tribunal, mas no filme somente na metade do julgamento que ela toma as rédeas de tudo graças ao Mikael;

- Dou um ponto super positivo pelas vestes da Salander nos dias do julgamento, ficou ótimo, do jeito que eu imaginei...

- As cenas finais do livro também foram deletadas, uma pena.
Mas no todo, tenho que dizer que gostei do filme e entendo que não daria mesmo para eles colocarem tudo o que tinha no livro, por que isso seria super complicado e eles teriam que na verdade fazer um seriado, isso sim. Mas vale a pena assistir.




Sinopse: Mikael Blomkvist está furioso. Furioso com o serviço secreto sueco, que, para proteger um assassino, internou Lisbeth Salander na época com apenas doze anos num hospital psiquiátrico e depois deu um jeito de declará-la incapaz. Furioso com a polícia que agora quer indiciar Lisbeth por uma série de crimes que ela não cometeu. Furioso com a imprensa, que se compromete em pintar a moça como psicopata e lésbica satânica. Furioso com a promotoria pública, que pretende pedir que ela seja internada de novo, desta vez ao que parece para sempre. Enquanto Lisbeth recupera-se num hospital de ferimentos que quase lhe tiraram a vida, Mikael procura conduzir uma investigação paralela que prove a inocência de sua amiga. Mas a jovem não fica parada, e muito mais do que uma chance para defender-se ela quer uma oportunidade para dar o troco. Com a ajuda de Mikael, Lisbeth está muito perto de desmantelar um plano sórdido que durante anos se articulou nos subterrâneos do estado sueco, um complô em cujo centro está o pai dela, um perigoso espião russo que ela já tentou matar. Duas vezes.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Vol 3: Série Millennium: A Rainha do Castelo de Ar - Stieg Larsson


Minha opinião: Não posso dizer outra coisa a não ser que esse último livro da trilogia Millenium é fantástico! Vocês sabem que eu estava adiando conscientemente ler esse último livro, isso por que a estória é muito boa e os personagens são tão marcantes que ficou muito difícil me desapegar... Mas eu decidi que agora já era tempo de terminar essa trilogia, e em três dias devorei as quase 700 paginas de uma maneira enlouquecida, e é engraçado, por que quando você se vê lendo um livro tão bom que cada linha se torna uma surpresa e há sempre uma expectativa para a próxima página, é difícil ter algo que impeça a leitura, digo isso por que ontem quando eu estava lá por volta da página 250, acabou a energia elétrica aqui em casa – isso era por volta das 19h30 – pois bem, eu peguei uma vela e sob a sua luz continuei lendo até as 23hs, que foi quando a energia retornou, depois em pensar apaguei a vela e continuei a ler até me sentir esgotada, mas mesmo assim fui dormir pensando que poderia ter lido mais algumas páginas, rs.
Bem, mas tudo isso por que o livro já inicia de uma maneira instigante, já que Lisbeth depois de ter levado um tiro na cabeça e ter vários hematomas no corpo dá entrada no hospital juntamente com seu pai que havia levado uma machadada na cara dada pela própria Lisbeth. O fato é que a mídia ainda está detonando a reputação da Salander, afirmando que ela é uma psicopata assassina e ainda é uma lésbica satânica (uma loucura né?) e ainda por cima pode ser incriminada pela tentativa de homicídio do próprio pai – que continua vivo.
E claro, que quem conhece a historia toda torce para que Lisbeth se livre dessas calunias – é claro que algumas coisas são verdadeiras, mas tudo tem sua justificativa, não é mesmo? – E é ai que Mikael Blomkvist aparece para ajudar a sua amiga, ele tenta reunir provas que provam a inocência dela, como também pode desmascarar uma teia de crimes e ações violentas que foram sendo realizados durante anos dentro do próprio governo Sueco.
E gente, esperem para ler um livro cheio de adrenalina, reviravoltas e passagens de tirar o fôlego, além de ter cenas de suspense, ação e mistério ainda temos cenas de tribunal e muito mais. E o engraçado da história é que quando você acha que algo vai dar errado, ela se concerta e de repente pode dar outra coisa errada e algo te surpreende, por que o autor criou personagens fortes e de certa forma, eles nos convencem em todas as páginas como se eles realmente existissem, é incrível.
Claro que eu ainda considero a Lisbeth Salander uma das melhores personagens que eu já li, e considero agora essa trilogia uma das melhores também em suspense/policial/investigação. Dou várias estrelas para o autor que se superou em cada livro, e é ótimo terminar uma série com um gostinho de satisfação, e desejar que o livro em vez de 700 páginas tivesse umas 1000 para que você pudesse aproveitar um pouco mais dessa leitura.
Quem não leu, tem que ler com certeza! E eu já estou com o filme desse livro e não vejo a hora de assistir, e depois eu conto para vocês o que eu achei, ok?

Resumo: Grande parte dos segredos é desvendada. Lisbeth Salander agora conta com excelentes aliados. O principal é Mikael Blomkvist, jornalista investigativo que já solucionou crimes escabrosos. No mesmo 'front', estão ainda Annika Giannini, irmã de Mikael, advogada especializada em defender mulheres vítimas de violência, e o inspetor Jan Bublanski, que segue sua própria linha investigativa, na contramão da promotoria. Com a ajuda deles, Lisbeth está muito perto de desmantelar um plano sórdido que durante anos se articulou nos subterrâneos do Estado sueco, um complô em cujo centro está um perigoso espião russo que ela já tentou matar. Duas vezes.

Tem filme desse livro!

Sinopse: Enquanto Lisbeth Salander se recupera no hospital, uma unidade secreta dentro da polícia está tentando desesperadamente apagar qualquer coisa que possa identificá-los e tentando colocar Lisbeth de volta ao hospital psiquiátrico, acusada de matar o seu pai.

Informações Técnicas
Título no Brasil:  A Rainha do Castelo de Ar
Título Original:  Luftslottet som sprängdes / The Girl Who Kicked the Hornet's Nest
País de Origem:  Suécia / Dinamarca / Alemanha
Gênero:  Suspense
Tempo de Duração: 148 minutos
Ano de Lançamento:  2009
Site Oficial:  
Estúdio/Distrib.:  
Direção:  Daniel Alfredson

FICARAM SABENDO?

Bem, vocês ficaram sabendo que teve um remake do filme Os homens que não amavam as mulheres? Pois é, teve sim e esse novo filme apresenta Daniel Craig e Rooney Mara, interpretando os papeis principais. Vou confessar que fiquei com um pezinho atrás, afinal eu já assisti aos dois primeiros filmes que foram produzidos pela Suécia, Alemanha e Dinamarca e achei que os atores caíram como luvas nos personagens, principalmente a Lisabeth que ficou maravilhosa tendo como a atriz Noomi Rapace a interpretando. Confesso também que eu achei que o Daniel Craig ficou bem no papel do  Mikael Blomkvist, por que era assim que eu o imaginava quando li o primeiro livro, mas essa tal de Rooney Mara... Ah... não consegui engolir. Bem, mas vou assistir mesmo assim para dar uma comparada né? Vamos ver o que vou achar, se alguém já viu e quiser dar uma opinião, fiquem a vontade.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Promoção de Aniversário - 2 anos

Blog Dicas de Livros está fazendo 2 aninhos! E nesse tempo o blog conseguiu mais de 800 seguidores, mais d141.889 visualizações de página, e segue com
mais de 300 visualizações por dia. 

E eu agradeço a todos os seguidores, aos blogs parceiros e a você que participa do blog sempre!


E para comemorar essa data, o blog Dicas de Livros que vai completar 2 anos no dia 06/01/2012 vai te presentear com três kits de livros e você pode ganhar um deles. Ou seja, são três chances de ganhar. A promoção começa hoje e termina no dia 31 de janeiro de 2012 às 23:59hs! O sorteio será feito pelo site do Random.org, e o ganhador terá três dias para responder o email, se não responder, haverá outro sorteio.

Para concorrer é super iper fácil, olha só as regrinhas:
1) Basta ser seguidor do blog - Publicamente (Pode ser pela conta do Yahoo, Orkut, Gmail, Twitter...)
3) Residir no Brasil ou ter endereço de entrega aqui.
2) E por último preencher o formulário abaixo! E pronto, você já está concorrendo!

Mas se você quer ter mais chances de ganhar... É fácil... é só seguir qualquer uma das próximas regrinhas e assim pode preencher o formulário mais uma vez! Cada item, pode preencher mais uma vez e mais chances de ganhar!
1) É só me seguir no Twitter @paulatic_livros
2) Seja meu amigo no facebook (facebook/paulatictic) e curta o blog - aqui do lado.
3) Divulgue a promoção em alguma rede social, como no Skoob, orkut, blog, facebook, twitter, email (se for por email, mande uma cópia para paulatictic@hotmail.com)... E pode preencher o formulário novamente!
4) Tem mais de dez comentários em posts diferentes do blog Dicas de livros? Então pode preencher mais vez, se não tem, então é só começar a comentar e pronto! 
5) LEIA UM DOS DOIS CONTOS E Deixe um comentário - crítica - sobre os contos O ceifador e o Idiota ou O Sorriso Verdadeiro




Participem!

Quer ler a resenha de algum desses livros? Só clicar abaixo,

Morte e Vida de Charlie St. Cloud - Ben Sherwood






Resultado promoção Ainda Não te Disse Nada


Aqui vamos para o resultado da promoção! Eu quero agradecer a todos que participaram e espero que na próxima promoção participem também! E fique, atentos que logo, logo vem outra super promoção!


Bem, mas quem ganhou o livro foi:
Parabéns MARIA PAULA, Você tem três dias para responder o e-mail que eu te enviei e me passar o seu endereço!
beijos

E QUEM PARTICIPOU TAMBÉM PODE GANHAR UM IPAD2, O SORTEIO OCORRERÁ EM JANEIRO, POR ISSO FIQUEM ATENTOS!
Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails