Estou lendo:O MUNDO EXPLICADO POR T.S. SPIVET - Reif Larsen


10 / 223 words. 4% done!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Belas maldições: Belas E Precisas Profecias De Agnes Nutter - NEIL GAIMAN, TERRY PRATCHETT

Minha opinião: Eu adoro o Neil Gaiman e nesse livro ele arrasou – claro que juntamente com Terry Pratchett – Eu estava para ler esse livro faz tempo e decididamente devia ter lido antes. Eu ri muito, me diverti pra caramba com esse livro, sério mesmo, eu acho que Neil consegue escrever de uma maneira tão... como descrever? Bem, sei lá, o fato é que dá vontade de ler sem parar, além de que suas descrições são tão inimaginavelmente simples e isso faz a leitura tão prazerosa. Em primeiro lugar tenho que dizer o que me chamou a atenção para ler esse livro né? Pois bem, o que me chamou foi a sinopse, imagine só, o fim do mundo está chegando por que na terra está o anticristo e um demônio e um anjo querem de toda maneira evitar esse fim do mundo, só que esse anticristo tem apenas onze anos e tem uma “gangue” chamada “Eles” que fazem coisas arteiras nas ruas onde moram.

“Havia um recém-chegado ao vilarejo. Novas pessoas eram sempre fonte de interesse e especulação entre Eles, não importava como os quatro haviam chamado sua gangue ao longo dos anos; as freqüentes mudanças de nome normalmente eram provocadas pelo que quer que Adam tivesse lido ou assistido no dia anterior (Esquadrão Adam Young; Adam e Cia.; A Gangue do Buraco no Giz; Os Quatro Realmente Famosos; a Legião dos Super-Heróis de Verdade; a Gangue da Pedreira; O Quarteto Secreto; A Sociedade de Justiça de Tadfield; Os Galaxatrons; As Quatro Pessoas justas; Os Rebeldes). Todas as outras pessoas sempre se referiam a eles sombriamente como Eles, e depois de algum tempo até eles mesmos.”

Além disso o anticristo gosta de comida natural e luta pela preservação das baleias... entre outras coisas. Acredita? Eu fiquei super curiosa para ler, e poxa eu adorei quando li. Ah, o nome do anticristo é Adam e ele é um garoto muito fofo! Olha só, vou chamar a atenção do livro para algumas partes que eu adorei, primeiro é a parte em que o anticristo é bebê e é levado para a maternidade para ser trocado; Nossa, é surreal a conversa da Freira Maria com o Sr. Young, doideira. Depois, tem as conversas dos “Eles”, é muito criança, quando um fala uma coisa e outra muda de assunto, e outro fala de outra coisa e assim por diante, muito bom! E a parte da inquisição espanhola é muito legal... eu ri muito.

Olha só mais um trechinho:
“ — Não vejo por que todo mundo fala tão mal de bruxas — disse Adam.
Os Eles olharam uns para os outros. Isso parecia promissor.
— Bom, elas estragam colheitas — disse Pimentinha. — E afundam navios. E dizem se você vai ser rei e coisas assim. E cozinham coisas com ervas.
— Minha mãe usa ervas — disse Adam. — E a sua também.
— Ah, mas com aquelas tudo bem — disse Brian, determinado a não perder sua posição como especialista em ocultismo. — Acho que Deus disse que podia usar menta, salva, essas coisas. Por isso não tem nada de errado em menta e salva.
— E elas podem fazer você ficar doente só de olhar pra você —disse Pimentinha. — Isso se chama mau-olhado. Elas te dão um olhar, e aí você fica doente e ninguém sabe por quê. E fazem um modelo de você e enchem de alfinetes e você fica doente onde todos os alfinetes estiverem — acrescentou animada.
— Esse tipo de coisa não acontece mais — reiterou Wensleydale, o racional. — Porque a gente inventou a Ciência e todos os padres queimaram as bruxas para o bem delas. Isso se chamou Inquisição Espanhola.
— Então acho que deveríamos descobrir se essa mulher do Jasmine Cottage é bruxa e se for devemos contar ao Sr. Pickersgill - disse Brian. Pickersgill era o padre. Atualmente estava discutindo com os Eles assuntos que variavam de subir no teixo do quintal da igreja até tocar a campainha e sair correndo.
— Não acho que sair queimando gente seja permitido — disse Adam. — Senão as pessoas estariam fazendo isso a todo instante.
— Tudo bem se você for religioso — disse Brian com segurança — E isso impede que as bruxas vão para o Inferno, então acho que elas até ficariam bastante agradecidas se entendessem isso direito.
— Não consigo ver o Picky tocando fogo em alguém — disse Pimentinha.
— Ah, não sei não — disse Brian, com sinceridade.
— Tocando fogo de verdade não — fungou Pimentinha. — Acho que ele iria mesmo era contar aos pais dele, e deixar por conta deles se alguém vai ser queimado ou não.
Os Eles balançaram as cabeças em sinal de desgosto com os atuais padrões baixos de responsabilidade eclesiástica. Então os outros três olharam para Adam com expectativa.
Sempre olhavam para Adam com expectativa. Era ele que tinha as idéias.
— Talvez a gente devesse fazer isso por conta própria — disse. - Alguém devia fazer alguma coisa se existem tantas bruxas por aí. É... é como aquele esquema da Vigília da Vizinhança.
— Bruxaria de Vizinhança — disse Pimentinha.
— Não — disse Adam com frieza.
— Mas não podemos ser a Inquisição Espanhola — disse Wensleydale. — Não somos espanhóis.
— Aposto que a gente não precisa ser espanhol para ser a Inquisição — disse Adam. — Aposto que é que nem ovos escoceses ou hambúrgueres americanos. Basta parecer espanhol. É só a gente fazer parecer espanhol. Então todo mundo saberá que é a Inquisição Espanhola.
Silêncio.
Que só foi quebrado pelo barulho de um dos pacotes de batatas fritas vazios que viviam se acumulando onde quer que Brian estivesse sentado. Olharam para ele.
— Eu tenho um cartaz de touradas com meu nome — disse Brian bem devagar."

Resumo: Segundo as 'Belas e precisas profecias de Agnes Nutter', o mundo vai acabar num sábado. No próximo sábado, e ainda por cima antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno e ex-serpente, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Eles gostam daqui de baixo (ou, no caso de Crowley, daqui de cima). Portanto, eles não têm outra alternativa senão encontrar e matar o Anticristo, a mais poderosa criatura do planeta. O problema é que o Anticristo é um garoto de 11 anos e, ao contrário de tudo o que você já possa ter visto em algum filme, é um garoto que adora seu cachorro, se preocupa com o meio ambiente e é o filho que qualquer pai gostaria de ter. Além, claro, de ser indestrutível.

2 comentários:

Regiane Cristina S. disse...

Neil Gaiman é excelente no que faz. Nunca vi ninguém fazendo uma crítica negativa, não que não tenha, mas eu desconheço.

Vou adicionar esse livro na minha lista. Suas resenhas são ótimas!!!

Parabéns!!!

beijinhos

Ler e Almejar

Paulatictic disse...

Nem diga Regiane, os livros deles são tão intensamente diferentes e com um estilo tão próprios que são ótimos né? Add sim, pq vale muito a pena...
beijos

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails