Estou lendo:O MUNDO EXPLICADO POR T.S. SPIVET - Reif Larsen


10 / 223 words. 4% done!

sábado, 16 de outubro de 2010

As Belas Coisas, Que é do Céu Contê-las - DINAW MENGESTU

Minha opinião: Eu nem sei direito o que falar desse livro, talvez eu pudesse dizer que ele trata de questões importantes envolvendo o “pertencimento” a “imigração” e principalmente o “preconceito” bem, isso é verdade, e talvez por isso vale a pena, mas... sabe quando um livro não consegue te conquistar? Pois é, esse livro é um deles. Quando eu o comprei fiquei empolgada ainda mais por que tem um comentário do autor do livro O Caçador de Pipas, o Khaled Hosseini falando bem desse livro, então pensei que seria no mesmo caminho de drama do autor, mas desculpe, não chega nem perto. Tudo bem, eu dou um ponto para a relação bonita do personagem principal, o Stephanos com a Naomi, uma garotinha de onze anos de idade. Mas a história caminha e caminha, mas não chega a lugar nenhum. Não sei, mas eu não gostei muito não. Se alguém leu e gostou pode comentar e dizer o contrário, afinal é questão de gosto.

Resumo: Há 17 anos, Sepha Stephanos fugiu da revolução etíope após testemunhar o espancamento de seu pai. Depois de vender as jóias da família e desembarcar nos Estados Unidos, ele agora é dono de um armazém em um bairro de negros em Washington. Seus únicos companheiros são dois imigrantes africanos, Joe, do Congo, e Ken, do Quênia, que dividem a frustração e a saudade de casa. Ele então percebe que sua vida se transformou em algo muito diferente do que imaginara anos atrás. À medida que sua vizinhança começa a mudar, a esperança surge na forma de duas novas vizinhas, Judith e Naomi - uma mulher branca e sua filha mestiça, que, pela primeira vez em anos, fazem com que Sepha se sinta parte de uma família. Porém, quando incidentes raciais começam a agitar a vizinhança, Sepha mais uma vez se vê prestes a perder tudo. Narrado de forma envolvente, As Coisas Belas Que o Céu Nos Traz é um livro que nos mostra a tristeza de perder seu lugar e a difícil construção de um espaço que pode ser chamado de lar.

"Mengestu criou uma narrativa rica e lírica sobre deslocamento e solidão. Fiquei profundamente tocado por essa história de um imigrante etíope que busca a aceitação, a paz e a identidade." - Khaled Hosseini, autor de O Caçador de Pipas e A Cidade do Sol.

4 comentários:

gabriella RK disse...

que pena que não gostou...
Paula como eu consigo aqueles formulários e tal para fazer uma promoção?
bjss

Paulatictic disse...

Oi Gabriella,
Pois é, não é todo livro que nos apegamos né? Mas valeu.
Aqui está o site para fazer o formulario http://spreadsheets.google.com/gform?key=taL4jF059pg_PSGx1-FDuWA&hl=pt_BR#
beijos

MARCINHOW disse...

"a história caminha e caminha, mas não chega a lugar nenhum."

Eu odeio livro assim!

Paulatictic disse...

Oie Marcinhow,
Nem me fale... E esse livro tem isso, uma pena, mas é assim...
Beijos

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails